O Vereador Sérgio Aloíso (Sérgio Construtor) (PSDC) utilizou a Tribuna durante a reunião Ordinária da Câmara Municipal de Viçosa da última terça-feira (16) para pedir a cassação de mandato do Prefeito Municipal Ângelo Chequer (PSDB), devido às dificuldades na obtenção de respostas com relação à solicitação de documentos e indicações. De acordo com o vereador, já foram feitos vários pedidos sem resposta por parte do Executivo, com documentação inclusive do ano passado

“Já solicitei uma série de documentos à Prefeitura e não fui respondido, e sei que existem colegas meus com esse problema também, mostrando o descaso do Executivo e falta de respeito com nós vereadores e a população”

Além do mais, as reclamações não são recentes; afinal, no início do ano, o parlamentar já havia relatado problemas ao receber negativa para a solicitação de documentação no Instituto de Planejamento e Meio Ambiente do Município de Viçosa (IPLAM).

O Vereador Sérgio citou o Decreto de Lei n° 201/1967, que dá o prazo de até 15 dias para que os prefeitos municipais respondam ofícios e indicações recebidos, para basear seu pedido

“isso dá cassação e quero que o Executivo cumpra com a Lei, meu trabalho de vereador venho fazendo que é fiscalizar, mas sem o Executivo não podemos trabalhar.”

O Presidente da Casa, Vereador Antônio Elias Cardoso (PTB) reforçou o discurso de Sérgio, demonstrando indignação com a situação vivenciada pelo colega

“É uma cobrança frequente do Vereador, uma coisa tão simples que o Executivo não está conseguindo cumprir. Fazer as obras que a gente pede é uma opção, as o mínimo é responder nossas solicitações, que também são as do povo.”

Por: Guilherme de Carvalho Alves