Após o anúncio do bloqueio de verba referente ao ensino superior, feito pelo atual governo, muito passou a se especular sobre qual seria o futuro de diversas Universidades e Institutos Federais do país.

Diante disso, algumas Universidades e Institutos se pronunciaram sobre o assunto, afirmando inclusive, que após determinada data não seria possível continuar funcionando, como foi o caso do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), que anunciou que, caso o corte seja oficializado, não será possível se manter após o mês de setembro.

Com isso, a Reitoria da Universidade Federal de Viçosa (UFV), anunciou por meio de uma nota oficial na tarde desta terça-feira (07), que a instituição terá uma redução de R$30,7 milhões do total aprovado pela Lei Orçamentária Anual para 2019, valor que engloba despesas de custeio e investimento.

Mesmo com tal cenário, também foi afirmado na nota, que a administração da Universidade continuará trabalhando para garantir a manutenção das atividades acadêmicas, de assistência estudantil e os compromissos com os terceirizados.

Por: Guilherme de Carvalho Alves